Analam

A Associação Nacional dos Leigos Amigos de Murialdo é uma entidade beneficente de fins filantrópicos, com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos que congrega núcleos de leigos cristãos que se inspiram no carisma espiritual e apostólico de São Leonardo Murialdo.

O início da história da Analam (Associação Nacional dos Leigos Amigos de Murialdo) se dá a partir de 1976 em Londrina (PR). Neste local um grupo de leigos pertencentes ao movimento de cursilho de cristandade realizava um trabalho com crianças carentes. Como o trabalho aumentasse, este grupo passou a sentir a necessidade de ter alguém que administrasse a instituição que estava se implementando. Os Josefinos de Murialdo foi a congregação escolhida para ser a responsável pela instituição denominada Epesmel em Londrina. Neste momento começam a ser plantadas as sementes de criação da Analam.

Em seguida outro fato importante foi a criação do núcleo de leigos da cidade de Caxias do Sul em 1990. Este núcleo era formado por leigos ligados à Paróquia São Leonardo Murialdo, à APM do Colégio Murialdo e apoiadores dos Josefinos de Murialdo. Por ocasião de um retiro numa reflexão se falou de que a fé exige ações concretas. Assim no dia 23 de julho de 1990 foi criada a Associação dos Amigos de Murialdo do Centro Técnico Social, primeiro núcleo de Caxias do Sul – RS.

Com o passar do tempo criaram-se novos núcleos de apoiadores nas obras dos Josefinos; com isso surge a necessidade de juntar forças para traçar objetivos comuns e fortalecer a caminhada.
Sendo assim em 22 de maio de 1992 realizou-se o 1º Congresso Nacional de leigos em Londrina na EPESMEL. Estiveram presentes representantes dos núcleos de Planaltina (DF), Orleans e Araranguá (SC), Porto Alegre e Caxias do Sul (RS) e Londrina (PR).

Neste Congresso foi criada a primeira Diretoria Nacional em caráter provisório. Também é assumido o compromisso da criação de um núcleo de leigos em cada obra dos Josefinos de Murialdo.
Em 23 de abril de 1993 realiza-se o 2º Congresso Nacional em Caxias do Sul, com a presença dos estados de Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. Neste congresso integram-se ao grupo as Irmãs Murialdinas de São José. Nele é aprovado o primeiro estatuto e eleita a Diretoria Nacional definitiva com mandato de 2 anos. Definiu-se que os Congressos-Assembleias realizam-se a cada 2 anos. Foi criado o Conselho Formativo com a presença de 4 membros leigos e 2 religiosos e com a responsabilidade de apoiar a Diretoria e gerar o material formativo para os membros do núcleo.

A Analam possui 17 núcleos espalhados pelos estados de: Rio Grande do Sul (CTS, Ana Rech, São João Bosco, Fazenda Sousa – Seminário e Fazenda Sousa – João Schiavo em Caxias do Sul, Partenon e Restinga em Porto Alegre), Santa Catarina (Araranguá), Paraná (Londrina, Castelo Branco e Maringá), São Paulo (São Paulo capital), Rio de Janeiro (Rio Janeiro capital), Distrito Federal (Guará e Planaltina), Bahia (Xique-Xique e Ibotirama). Possui mais de 500 associados.

Todo leigo sabe que possui a missão de continuar sua santificação iniciada no batismo.
A mística que move o leigo é baseada no amor de Deus, sentindo diariamente de forma pessoal esse amor, manifestando-o às crianças, adolescentes e jovens empobrecidos.
A ANALAM possui seu estatuto registrado, no qual divide seus associados em três classes: os que pertencem aos núcleos, os honorários e o s membros natos.

A diretoria é formada pelo: Presidente, Vice-presidente, 1º e 2º Secretários, 1º e 2º Tesoureiros. Possui dois conselhos: Fiscal e Formativo. E as eleições acontecem através da AGO (assembléias gerais ordinárias) a cada dois anos, permitindo uma recondução.

Os leigos recebem regularmente subsídios elaborados pelo conselho formativo, o jornal “A Sementeira”, material fornecido pelos Josefinos de Murialdo ou Murialdinas de São José.
Fazem parte das atividades dos leigos amigos de Murialdo as ações solidárias que passam basicamente por 3 passos:
1º Passo: Suprir as necessidades básicas dos jovens. Para tal são providenciados: alimentos, remédios, roupas, material escolar, de higiene, transporte, etc.
2º Passo: Ver a criança, o adolescente e o jovem como solução e não como “problema”. Nesta etapa é importante fazer com que os participantes da ANALAM se comprometam e se envolvam com a causa da dignidade plena das crianças, adolescentes e jovens.
3º Passo: Inserir o Leigo Amigo de Murialdo em atividades que façam passar do mero assistencialismo à promoção das crianças, adolescentes e jovens, bem como, a propagação da “cultura da solidariedade”. Para tal são convocados a participar de atividades como a pastoral do banho, colônias de férias, passeios, oficinas pedagógicas, de lazer, de música, catequese e missas.

Os recursos financeiros para a sustentação dos núcleos de apoio provêm de carnês de contribuições mensais, doações programadas em dinheiro, promoções como jantares, almoços, baile de casais, bingos, etc. Também fazem uso de equipes de suprimentos e arrecadações de alimentos, material escolar, roupas, remédios, material de banho e higiene.

A ANALAM espera que seus membros ajudem a construir o reino de Deus sabendo que sua primeira vocação é a santidade cristã; por isso, como dizia São Leonardo Murialdo “Devemos evangelizar os nossos ambientes” ; a postura do Leigo Amigo de Murialdo deve fazer com que a sociedade dirija seu olhar às crianças, adolescentes e jovens marginalizados.